Voltar aos artigos
VINTE E OITO OU QUATRO?
Publicado em 30/09/2010 às: 17:04:25

A vida é engraçada. Você tem 28 razões para estar feliz e  quatro te atormentando. O que acontece? Você leva o dia inteiro pensando nas quatro e não lembra nem uma vez das 28 razões que você tem para estar feliz, e pensar que o dia tem 24 horas...

         Mesmo que as razões para tal felicidade sejam bobas, não importa, pois se uma destas que você considere boba estiver dando errado, seria o suficiente para você ficar irado, triste, bravo, emburrado, estressado, reclamando e tudo mais, de chato óbvio.

         Exemplo:

         Seu cachorro tem saúde, que maravilha; mas, se estivesse doente você estaria péssimo, arrasado... Seu computador está em ordem? Nem por um instante você disse a ele: que lindo, está rodando direitinho... Mas se a  internet não estivesse funcionando,hummm  seria o caos! Seu dente está doendo?Não!Que bom, imagine ele doendo em um sábado à noite... Não , não...nem imagina!

         Seu salário está em dia? Maravilha, mas você ganha pouco não é! Como ficar feliz só porque ele está entrando e em dia?É pouco...

         Claro que estou generalizando, claro que nem todos pensam assim, claro que tem pessoas que nos dão inveja de tão aficionados que são...

         Mas para aquele que de alguma forma se identificou, pense mais nas vinte e oito e apenas administre as quatro, a vida é curta demais para ser pequena.

 

         Porém apesar de tudo, nem sempre os pensamentos distorcidos, negativos e insistentes são opção de quem os tem. Um dos principais sintomas de uma pessoa depressiva, segundo Judith Beck é a distorção dos pensamentos. Portanto, caso perceba que esses pensamentos estejam prejudicando sua qualidade de vida e qualidade de suas relações, não perca tempo, busque ajuda profissional, busque ajuda de um psicólogo, ele é o profissional correto para ajudar o paciente a entender que:

“Só porque eu penso coisas ruins, não quer dizer necessariamente que elas sejam verdade”.

                                                                                             

Márcia Maria de Sousa

Psicóloga e Terapeuta Cognitiva

CRP 06.94598

É professora é psicóloga, especialista em terapia cognitiva e orientação profissional para adolescentes e adultos.

 Atua como psicóloga oficial voluntária na Diretoria de Ensino de Andradina.

Sua clínica esta localizada a Rua Vitório Guaraciaba 1674, fone 37236422.

marciamaria@desenvolvimentodepessoas.com.br